Adoção, Convivência, Saúde

Saiba como evitar doenças de inverno

Lassie frio

Sabia que no inverno há mais possibilidades do seu cão ficar doente?

Nosso país é muito grande e na região sul as temperaturas podem baixar muito, chegando a gear e nevar em alguns pontos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Na região serrana do Rio de Janeiro e São Paulo também registra baixas temperaturas.

Vamos conhecer um pouco mais sobre as doenças de inverno e como podemos proteger nossos amiguinhos patudos?

Hipotermia

Assim como acontece com humanos, cães e gatos podem sofrer de hipotermia se estiverem na rua e a temperatura próxima a zero.

A hipotermia é baixa temperatura corporal causada pela exposição ao frio. A combinação de úmido e frio também é muito perigosa para os cães. O pelo encharcado pode congelar.

frio01

Para evitar a hipotermia, evite longos períodos em baixas temperaturas. Para pequenas excursões ao ar livre, como intervalos para o banheiro e caminhadas diárias, proteja as patas do seu animal de estimação com botas e o corpinho com uma roupinha quente.

Os sintomas de hipotermia em cães incluem tremores, letargia e indiferença. Tome a temperatura do seu animal de estimação através de um termômetro retal; uma leitura abaixo de 35 graus indica hipotermia.

Se você suspeitar que seu cão ou gato tem hipotermia, eleve a temperatura do corpo do animal com cobertores quentes ou uma garrafa de água quente envolta em uma toalha.

Congelamento/Queimadura

A hipotermia e o congelamento dos cães andam de mãos dadas. Congelamento é dano tecidual que ocorre em frio extremo e varia de menor a severo. Depende do tamanho do seu animal de estimação, idade, espessura da pele e quanto tempo ele ou ela esteve fora. Pelo e pele carregada de neve ou gelo também coloca seu animal de estimação em risco de desenvolver congelamento.

Conheça nossos Produtos

Os sintomas da queimadura do animal de estimação:

  • Primeiro grau: Pele dura e pálida nas extremidades que ficam escamosas, vermelhas e inchadas quando aquecidas.
  • Segundo grau: formação de bolhas na pele.
  • Terceiro grau: escurecimento da pele, muitas vezes ao longo de vários dias; gangrena pode se desenvolver.

.jpeg

Conheça nossos Produtos

Se surgirem sinais de congelamento, traga seu animal de estimação para dentro imediatamente e aplique água morninha nas áreas afetadas.

Nunca massageie áreas congeladas, pois isso pode causar dor. De imediato, atendimento veterinário de emergência é necessário em casos graves para aquecer com segurança seu animal de estimação. Analgésicos e antibióticos podem ser prescritos também.

Resfriado

Assim como os humanos, cães e gatos podem ficar resfriados no inverno. Geralmente não é grave – uma leve tosse, nariz molhado, um pouco de cansaço ou letargia indicam uma pequena infecção respiratória alta.

frio03

  • Coloque um umidificador na sala favorita do seu animal de estimação para ajudar na tosse;

Se você não tiver um umidificador à mão, leve o cão ou gato para o banheiro com você enquanto toma banho – o vapor terá o mesmo efeito;

  • Alimente seu animal de estimação alimentos morninhos, até mesmo um pouco de frango de baixo teor de sódio ou caldo de carne está bem;

frio02

Quiz Lassie

Leve seu animal ao veterinário se ele for muito jovem ou velho, ou se alguma condição preexistente puder complicar o resfriado.

Se os sintomas não melhorarem dentro de alguns dias, marque uma consulta com seu veterinário, pois algumas fungadas exigem antibióticos. Também é importante manter seu animal doente em quarentena dos saudáveis.

Tosse do Canil

Os cães são suscetíveis à traqueobronquite infecciosa canina, também conhecida como tosse do canil  pela forma como se espalha. Inverno, estresse e inalação de fumaça aumentam o risco de desenvolver a tosse do canil. Uma bactéria e um vírus são responsáveis ​​pela doença, geralmente ambos ao mesmo tempo.

Evite a tosse do canil colocando em quarentena os animais potencialmente infectados até que você possa obter cuidados veterinários.

Artrite e frio: tratamento da doença articular degenerativa no inverno

Em um post anterior, falamos amplamente sobre os problemas articulares em cães. Vamos ver a osteoartrite ou doença articular degenerativa (DAD), e como ela pode ser agravada pelo clima frio .

Sintomas:

  • Seu cachorro está tendo mais dificuldade em subir e descer escadas?
  • Seu cão faz o salto para o sofá ou cama com menos vigor e facilidade do que ele costumava fazer?
  • Será que o seu cão agora prefere ter uma caminhada de 5 minutos do que a sua habitual caminhada de 20 minutos?
  • Seu cão parece dolorido no início da manhã?

Se você respondeu “sim” a qualquer uma dessas perguntas, então seu cão pode estar sofrendo de doença articular degenerativa – especialmente se algum dos sintomas parecer pior quando estiver frio. Seria recomendável consultar um médico veterinário.

Use camas suspensa para cachorros e gatos para evitar o contato com o chão e evitar frio e umidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.