Saúde

Vacina para cães

Vacinas para Cães
Comprar Camas para Cachorro

Saiba tudo sobre Vacina para cães: quando, quais e porque vacinar o filhote de cachorro?

A saber, há um protocolo seguido pelos veterinários contendo um calendário de vacinação canina.

De fato, existem algumas vacinas que possuem propriedades importantes para prevenir doenças nos cães.

Vamos saber mais a respeito deste modo de prevenção?

Vacina para cães

Vacinas para CãesSobre a vacina de cachorro, quem determinará o que deve ser feito será o veterinário.

Porém, há algumas orientações importantes a serem observadas:

  • O intervalo entre as doses de Vacina de cachorro deve ser no mínimo 21 dias e no máximo 30 dias;
  • O cachorro deve estar em condições saudáveis para ser vacinado;
  • É obrigatório o uso de agulhas e seringas esterilizados, e as condições de antissepsia respeitadas;
  • Após a vacina, o cachorro não deve ser exposto a esforços físicos ou mesmo a fatores estressantes.

Certamente é muito importante seguir estas instruções para que as vacinas produzam o seu devido efeito.

Principais Vacinas para cachorro

Vacinas Polivalentes para CachorrosVacinas Polivalentes

A saber, as vacinas polivalentes protegem os cães de um conjunto de patologias.

Conheça os Nossos Produtos para Cães

As principais vacinas polivalentes aplicadas atualmente são a V8 e V10.

A fim de proteger o cachorro, as vacinas polivalentes V8 e V10 atuam contra:

  • cinomose,
  • adenovírus tipo 2,
  • parainfluenza,
  • parvovirose,
  • leptospirose.

Na primo-vacinação (primeiro grupo de vacinas tomadas no primeiro ano de vida) é necessária 3 ou 4 doses.

A princípio, a critério do médico veterinário, podem ser iniciadas a partir dos 42 dias.

Porém, a mesma deve ser ministrada com intervalos de 3 ou 4 semanas entre as doses.

Aliás, cabe salientar que seu reforço deve ser anual, durante toda a vida do cachorro.

Diferenças entre as vacinas V8 e V10

A saber, tanto a vacina V8 quanto a V10 protegem o pet contra 7 doenças.

Contudo, a V8 protege contra a Leptospira Canicola e a Leptospira Icterohahemorrhagiae.

Já a V10 inclui tipos de antígenos para Leptospira Grippotyphosa e Leptospira Pomona.

Em resumo, a diferença entre as duas vacinas se dá devido a existência de 4 tipos de Leptospirose.

Desta forma, para cada tipo Leptospirose, existe um antígeno específico dividido entre as vacinas V8 e V10.

Outras Vacinas

Outros tipos de vacinas para cãesA Vacina de cachorro antirrábica é a única vacina obrigatória pelo governo.

As prefeituras disponibilizam gratuitamente à população a vacina antirrábica em campanhas de vacinação ou nos centros de controle de zoonoses.

Vacina de cachorro V7 + Antirábica é uma combinação da polivalente V7 associada à antirrábica em um único frasco, necessitando apenas de uma aplicação.

Esta vacina é feita como reforço anual em animais adultos, ideal para cães pequenos e sensíveis a aplicações.

Vacinas que combatem vírus

Já a Vacina de cachorro contra gripe canina (traqueobronquite infecciosa canina) combate uma doença multicausal.

Em outras palavras, possui mais de um agente infeccioso, a Bordetella e Parainfluenza.

A Vacina puppy é uma vacina para cachorro que atua contra a cinomose e o parvovírus.

Todavia, deve ser aplicada nos cães com cerca de 4 semanas, antes de iniciar a protocolo de vacinas polivalentes.

Acima de tudo, esta vacina é principalmente recomendada em áreas com alto risco de cinomose ou parvovirose.

Logo,  a Vacina de cachorro contra leptospirose protege o cachorro contra L. Canicola e L. Icterohaemorrhagie e L. Grippotyphosa e L. Pomona.

Este tipo de vacina é recomendado o reforço em áreas endêmicas a cada 6 meses.

Vacina de cachorro contra leishmaniose canina protege da Leishmania.

De antemão, a primo-vacinação deve ser iniciada aos 4 meses de vida, sendo 3 doses com intervalos de 21 dias.

Vacina contra Giárdia também é importante para o cão

Primeiramente, a aplicação da Vacina de cachorro Giárdia é optativa.

Contudo, seu principal objetivo é proteger o cachorro contra a infecção pelo protozoário Giárdia lambia.

Proteja seu cão

Proteja seu cachorro, estando em dia com o calendário de vacinação canina.

Todavia, o proprietário do cão deve ser instruído a observar seu animal nas 24 horas pós vacinação.

Isso se deve porque reações anafiláticas podem ocorrer.

Normalmente os cães ficam febris, apáticos e doloridos no dia da aplicação.

Mas reações como inchaço de pálpebras, lábios, vômitos e desmaios, devem ser consideradas como emergência médica encaminhando o animal ao consultório veterinário rapidamente.

Posts Relacionados

Leia também “Vacina para cães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.